20 - Lavanderia - Calina Mussi - créditos de Inez Sallum

Morar Mais por Menos Curitiba 2011- Ambientes

Giovanni Medeiros

 

 

Espaço Lavanderia - Calina Mussi

Fonte: Time Comunicação

Neste ano o evento que incentiva o uso de materiais recicláveis e mais sustentáveis, apresenta diversas maneiras de se criar gastando pouco e sem grandes prejuízos ao meio ambiente.

Lavanderia – Calina Mussi

Foi com a proposta de transformar um ambiente funcional em um espaço descontraído que a arquiteta Calina Mussi projetou a Lavanderia. No lugar do tradicional branco, o colorido vibrante e o floral, tendências provenientes da moda, deixam a área jovial e proporcionam bem-estar aos usuários. “Quero mostrar que é possível aliar praticidade e sofisticação sem altos custos. Aqui, a pessoa pode lavar e passar suas roupas com prazer e também relaxar”, explica a profissional. Além de prático, o espaço é agradável e preza pela sustentabilidade. O mobiliário foi construído com madeira de reflorestamento e itens como balde, pá de lixo e cabide surgem a partir de materiais reciclados. Na decoração, um painel feito com pregadores de roupa e objetos funcionais, como tábua de passar, expostos como quadros, dão um charme extra ao ambiente.

 

Luminotécnica da Fachada e do Paisagismo – Belisa Evangelista e Ugo Nitzsche

Luminotécnica e Paisaigismo - Ugo Nitzche e Belisa Evangelista

Fonte: Time Comunicações

O projeto de iluminação arquitetônica e paisagística do exterior da casa foi concebido especialmente para a mostra Morar Mais por Menos com o intuito de valorizar os elementos de arquitetura da residência. Para destacar o ambiente, a iluminação criada pelos lighting designers Belisa Evangelista e Ugo Nitzsche alia sustentabilidade e elegância. O efeito das Up Lights, no qual a luminosidade é direcionada de baixo para cima, criado com luzes de diferentes intensidades e nuances da mesma tonalidade de cor, oferecem uma sensação de bem-estar ao observador, além de destacar a vegetação e proporcionar uniformidade ao espaço. “Toda iluminação é produzida de forma racional com fontes luminosas de última geração, o que possibilitou realçar a fachada e, ao mesmo tempo, obter uma grande economia de energia”, explicam os profissionais. Além disso, o material utilizado não possui metais nocivos à natureza e difíceis de serem reciclados, como, por exemplo, o mercúrio, presente em fontes luminosas tradicionais.

– Estúdio Sustentável – Vinícius Trevisan

Estúdio Sustentável - Vinícuis Trevisan - créditos de Daniela Buzzi

Fonte: Time Comunicações

Com 31 metros quadrados, o ambiente projetado pelo profissional Vinícius Trevisan segue o estilo sofisticado sustentável. Desenvolvido a partir da mistura de materiais, texturas e elementos que criam uma atmosfera aconchegante e elegante, o Estúdio Sustentável foi pensado para solteiros ou casais jovens. Além do desafio de montar uma residência em uma área reduzida, o arquiteto também buscou aliar charme e sustentabilidade na construção do espaço, por meio da utilização de itens reaproveitados e de produtos regionais. “O estúdio atende às necessidades básicas de vivência. Os destaques do ambiente são os materiais empregados, que garantiram a redução dos custos, a habilidade na execução e o pleno reaproveitamento”, explica. Paredes cobertas com azulejos produzidos a partir de embalagens de doces de festa, luminárias desenvolvidas com produtos naturais, mobiliário construídos com materiais reciclados, piso de reaproveitamento de obras e revestimento de paredes com folhas de bananeira são alguns elementos que fazem parte do estúdio. “Priorizei também o uso de objetos ecologicamente corretos e procurei aproveitar obras de artistas regionais para valorizar e fomentar a produção local, gerando empregos e divulgando a região por meio da arte e do artesanato”, finaliza Vinícius.

 

Galeria Memória da Fama – Gleidson Silvério e Maurício Bittar

 

Galeria Memória da Fama - Gleidson Silvério e Maurício Bittar - créditos de Inez Sallum

Fonte: Time Comunicações

Os designers de interiores Gleidson Silvério e Maurício Bittar transformaram o corredor, um espaço normalmente não valorizado no dia a dia, em um ambiente usual: a Galeria Memória da Fama, que reúne sofisticação e sustentabilidade. “O projeto homenageia vários artistas, com fotos e quadros das personalidades importantes do mundo do cinema e da música, valorizando a arte e toda a bagagem cultural existente neste meio. É um ambiente que mexe com os sentidos dos visitantes”, explicam. Em 21 metros quadrados, os profissionais apostaram no sustentável chique. Por isso, é possível notar o reaproveitamento de materiais, como madeiras, tecidos, espelhos e estruturas em alumínio, em todos os detalhes. O tapete feito artesanalmente de rosas vermelhas, a iluminação diferenciada e os rodapés com adesivos plotados agregam mais charme e estilo ao espaço. Os lustres e tapetes foram confeccionados com tecidos reaproveitados.

 

Mobilidade Sustentável – Bicicletário – André Ambrósio, Bruno Cipriano, Fábio Henrique Conceição e Rafael Fusco

Bicicletário - André Ambrósio, Bruno Cipriano, Fábio Henrique Conceição e Rafael Fusco - cré

Fonte: Time Comunicações

A bicicleta é um meio de transporte economicamente viável, ecologicamente correto, saudável e que promove a igualdade social. Além disso, seu uso contribui para a melhoria do trânsito, da ocupação do espaço público e do ambiente urbano. Tendo isso em mente, os estudantes de Arquitetura e Urbanismo Bruno Cipriano e Rafael Fusco e os arquitetos André Ambrósio e Fábio Henrique Conceição desenvolveram o espaço Mobilidade Sustentável – Bicicletário. Eles decidiram não apenas projetar um estacionamento adequado para bicicletas, mas também utilizar o ambiente como um instrumento de divulgação para conscientizar, de forma bem-humorada, sobre a importância do uso desse meio de locomoção alternativo, propondo uma solução flexível para diversos usos e tipo de espaços. Sua estrutura é composta de madeiras que foram salvas de caminhões tombados. Utilizando materiais de baixo custo e priorizando a sustentabilidade, o projeto foi pensado para o público preocupado com o futuro do planeta, que possui consciência social e deseja adotar hábitos de vida mais saudáveis.  “Andar de bicicleta é ser fluído, versátil e flexível em um mundo endurecido e pesado, além da possibilidade de mudar de direção e estacionar em lugares diversos”, explicam.

 

 Quarto da Executiva – Filipe Bender Almeida e Karla Bender

 

Quarto da Executiva - Filipe Bender Almeida e Karla Bender - crédito de Marcelo Stammer

Fonte: Time Comunicações

O contraste entre as cores fortes e o mobiliário leve propicia aconchego e sofisticação ao Quarto da Executiva, projetado por Karla Bender e Filipe Bender Almeida. A ideia foi desenvolver um ambiente para uma mulher jovem e independente. Para tornar o custo mais acessível, os profissionais optaram por aproveitar ao máximo o espaço, utilizando a própria estrutura do local para ambientar o quarto. “Sem grandes mudanças, conseguimos montar um espaço 100% útil e funcional, aliando sustentabilidade e elegância”, afirmam. Móveis rústicos e produzidos com materiais recicláveis, como o rattan, proporcionam mais conforto ao usuário. A preocupação com o meio ambiente também pode ser notada na escolha do papel de parede e do carpete, confeccionado com garrafas pet. A iluminação diferenciada, em composição com os espelhos, dá mais destaque ao espaço de 17 metros quadrados. Obras de artistas paranaenses, como Rose Schummacher, complementam o projeto.

 

Suíte de Hotel – Cynthia Natal Tanus e Zélia Mara Santos Sinhori

 

 Suíte de Hotel - Cynthia Natal Tanus e Zélia Mara Santos Sinhori - créditos de Marcelo Stamm

Fonte: Time Comunicações

Em apenas 15 metros quadrados, a designer de interiores Cynthia Natal Tanus e a arquiteta Zélia Mara Santos Sinhori transformaram uma pequena suíte de hotel em um ambiente sofisticado, confortável e funcional. De estilo contemporâneo, o espaço traz tons vibrantes, iluminação aconchegante e mobiliário dinâmico, que integra todas as áreas. “As cores utilizadas remetem à alegria do povo brasileiro. Também buscamos trabalhar ao máximo os conceitos de arquitetura sustentável, valorizando iluminação, revestimentos, pisos e outros materiais ecologicamente corretos e econômicos”, explicam. A área de banho é toda envidraçada. As pastilhas de revestimento foram confeccionadas a partir de garrafas pet recicladas. Multiuso, a bancada corrediça serve tanto para os momentos de refeição como para os de trabalho e descanso. Como resultado, a praticidade e a sofisticação proporcionam bons momentos para os hóspedes.

 

Agradecimentos Aline Anile – Time Comunicações

Giovanni Medeiros
Mais conhecido pelo apelido Gjo (que se lê Dídio), é estudioso da literatura em quadrinhos, com especialização em semiótica dos super-heróis. Atualmente especializa-se em construções sustentáveis. Sua barba, um tanto intimidadora, contrasta com seu contínuo bom humor. Suas áreas de interesse vão de história a cinema, sempre com um tiquinho de carimbó.

Ver todos os posts de .

Comente