cracolandia vs herzog

Herzog & de Meuron vs. Cracolândia

Guilherme de Macedo

O escritório suiço formado pelos arquitetos Jacques Herzog e Pierre de Meuron, é responsável pela projeto do Complexo Cultural Teatro da Dança que ficará localizado no bairro da Luz, ocupando boa parte da famosa Cracolândia em São Paulo. Neste post falarei apenas do projeto escolhido e de sua importância para a revitalização do bairro da Luz, não mencionarei a polêmica entre a não realização de um concurso para a determinação do projeto arquitetônico e a decisão da prefeitura em escolher o escritório Herzog e de Meuron, mas cabe a discussão para os que quiserem se manifestar.

A Cracolândia, inserida na Luz, é uma área aberta ao tráfico, onde viciados convivem no uso indiscriminado do craque, é uma zona de medo e intranquilidade. E a muito tempo desvaloriza uma região explorada pelo turismo.

Atualmente, a região tem forte apelo cultural devido a instalações consagradas como a Sala São Paulo de Nelson Dupré, além do Museu da Língua Portuguesa e a Pinacoteca, idealizadas por Paulo Mendes da Rocha, o projeto proposto pela dupla visa dar mais força para esse circuito numa tentativa de revitalização do bairro.

Muitos acreditam que o bairro da Luz já supre uma necessidade cultural, e que o projeto em questão poderia ser melhor aproveitado em outra região da cidade como na Mooca por exemplo.

O conjunto contará com três teatros: um para dança e ópera, com 1.750 lugares; outro destinado a teatro e recitais, para 600 espectadores; e uma sala experimental, de 450 lugares. Conceitualmente, o propósito de Herzog & De Meuron foi combinar o máximo de atividades possíveis e transpor para o edifício todo o dinamismo da cidade de São Paulo, assim consiste de várias lâminas entrelaçadas que determinam os ambientes, distribuídos em aproximadamente 95 mil metros quadrados de área construída.

Em evento realizado em São Paulo, Herzog  comenta sobre o potencial da capital, “É uma cidade que choca, mas também surpreende, sobretudo por sua sucessão de edifícios com formas que nunca se repetem e, muitas vezes, são de uma força impressionante”, afirmou Herzog.

Do ponto de vista social, a tentativa de revitalização não se mostrará eficiente se a política aplicada aos viciados da Cracolândia forem só de retirada, pois logo acharão outra região, próxima, e tudo continuará como é.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Guilherme de Macedo
Com a infância divida entre o pão da avó e as tardes de megadrive, viu no desenho uma forma pura de expressão. Divide seu tempo livre entre uma boa pelada com os amigos e o ambiente familiar. É perito na aplicação do Katagatame e na arquitetura encontrou sua verdade.

Ver todos os posts de .

Comente você também! Um comentário

  1. Este projeto vai vitaminar a regiao com musica e danca.
    O exemplo de outros projetos de Herzog&de Meuron como a Tate Modern em Londres mostram que esta estrategia e correta para recuperar areas esquecidas e degradadas.

    #
    denise

Comente