arkaiko01

Entrevista com Johann Peixoto

Rodolfo Parolin Hardy


Johann Peixoto trabalha no ramo de Computação Gráfica e tem um trabalho de qualidade internacional. Em entrevista exclusiva para o projetoBLOG ele conta sua trajetória no universo 3d, como foi seu processo de evolução e suas perspectivas futuras.

“Desde criança,sempre fui completamente ligado á arte,eu desenhava os personagens que eu gostava,participava de concursos de revistas de games e etc.
Quando eu terminei o ensino médio,eu fiquei completamente sem saber o que fazer da vida,até vestibular de Direito eu fiz,mas isso não tinha nenhuma ligação comigo. Em 2007,arranjei um emprego em uma multinacional de telecomunicações em São Paulo,onde eu ganhei um bom dinheiro,onde me proporcionou algumas viagens ao exterior e a compra de uma máquina potente.Sempre fui um cara ligado também á tecnologia,e conseqüentemente,games. Decidi que gostaria de trabalhar com games,então larguei meu emprego,comprei uma máquina potente para poder estudar,e foi o que eu fiz,final de maio de 2009,iniciei meus estudos em CG por conta própria,não sabia nem o que era 3ds max. No começo,cheguei á estudar cerca de 14 horas por dia,hoje eu preciso ministrar os estudos da faculdade com os estudos de CG. Mas mesmo com interesse em games,eu diria que não é o único motivo,pois adoro várias áreas da CG,seja visualização de produtos,personagens ou Arquitetura/Interiores, apenas posso dizer que sou apaixonado por CG,seja qual área ela for,é uma área que não se preocupa com limites ou possiblidades,é incrível.”

01-    A quanto tempo está no estudo do 3d?

Iniciei meus estudos no final de maio de 2009.

02-   Quais softwares que você usa?

Uso 3ds max, Zbrush, Bodypaint, Photoshop, Mudbox, Illustrator, Indesign, Coreldraw, HDRSHOP e alguns softwares de Real-time como Marmoset Toolbag.

03-   A  guerra entre os usuários de softwares sobre qual é mais poderoso é comum, particularmente acho algo um pouco desnecessário, você concorda? Por que motivo você usa eles?

Concordo sim, completamente desnecessário, porquê o que faz uma bela imagem, não é só a ferramenta, e sim o artista! Por exemplo, o pincel é uma ferramenta simples,porém nas mãos de Van Gogh,era de um poder indescritível,já em minhas mãos,não passaria de um simples pincel! (risos).

Mas confesso que utilizo o Max porque o acho de certa forma mais versátil,gosto da interface,do jeito como as ferramentas estão organizadas,mas venho estudando o Maya também e estou adorando aprender ele,muito poderoso.

No caso de software de escultura digital,senti uma leve vantagem em utilizar Zbrush,mas é apenas uma opinião pessoal,alguns adoram usar Mudbox,eu utilizo os dois,mas cada é cada um e vê o que melhor lhe cai bem em seu workflow.

04-   Quais são suas maiores inspirações?

Minhas inspirações possuem raízes desde a música,até a ciências,mas com relação á Cg,tenho artistas favoritos como:Viktor Fretyán,Thomas Suurland,Luc Bégin,Bulgarov,Alex Roman entre outros.

05-   Possui alguma inspiração a nível nacional?

Com certeza,um cara muito gente fina e humilde,Ramon Zancanaro,ele é 100%.

06-   Certa vez em conversa, você comentou sobre sua opção no momento por estudar mais do que pegar mais trabalhos, pela questão da evolução na qualidade e no conhecimento., mesmo já tendo qualidade para todo tipo de job. Você ainda opta por isso?

Agradeço primeiramente á sua observação sobre a qualidade dos meus trabalhos.Não,hoje quando aparece um trabalho interessante,me proponho á realizá-lo,alguns não dão certo,outros sim,como no último de um comercial das Havaianas para um hotsite.Eu não tenho a intenção no momento de trabalhar em alguma agência de Cg,quero continuar meus estudos em Cg,mas meu futuro é incerto,além do quê,uma área que me dá prazer,é a do ensino,gosto muito de ensinar e passar meus conhecimentos para outras pessoas,estou em uma parceria com um grande fórum e o mais importante de CG no Brasil,ouso dizer,na América Latina,onde lançaremos um curso de Zbrush completo,e ainda estou criando outros projetos para lecionar na minha cidade.

07-   Você acha que é possível, em nível nacional, entrar no mercado e manter imagens dessa qualidade?

Eu tenho certeza que é possível,mas existem alguns agravantes como:Conhecimento,tempo,dedicação,hardware,e claro,o mais importante,talento.Já vi casos de pessoas possuirem um hardware incrível para se trabalhar com Cg sem talento algum para a área da CG,pois precisamos ser tão sensíveis quanto um escritor,um músico,porque sensibilidade é tudo,sem a veia artística,fica complicado.

08-   Vemos que as suas cenas são incrivelmente detalhadas, você acredita que o segredo de uma imagem de qualidade estão nos detalhes? O que mais você colocaria como um diferencial?

Acredito que todas as etapas são fundamentais para uma imagem de qualidade,desde a referência,modelagem até a pós-produção.Os detalhes são apenas uma característica do artista.Conheço artistas que produzem personagens aparentemente simples e sem tantos detalhes,mas com um carisma e irreverência fora do normal.

09-   Muitos feras do 3d entendem muito de fotografia e iluminação, você busca estudos nesse sentido? O que mais acha de fundamental importância no conhecimento de um designer3d?

Confesso que nunca estudei isso,mas preciso lapidar mais essa questão comigo.Com certeza,entender sobre fotografia e iluminação é um diferencial que certamente irá refletir muito na imagem do artista,quem puder fazer um curso sério de fotografia,faça,você terá muito mais visão de como criar as imagens.A fundamental importância é uma palavra simples:Dedicação.É a regra dos três E´s,que é estudar,estudar e estudar,é estar sempre se renovando nas tecnologias e não ficar estagnado na área.

10-   A pós produção é sempre importante em uma cena, qual porcentagem de pós produção você atribuiria a qualidade das suas imagens? Que softwares você usa para tal?

Eu posso dizer que a porcentagem de pós produção em minhas imagens é imensa,além de ser uma das etapas das quais eu mais gosto,uma pós produção bem feita é fundamental na imagem. Já vi algumas pessoas gabando-se em fóruns,dizendo que a imagem postada não havia pós-produção,como se isso fosse algum diferencial positivo,pois bem,talvez se tivesse uma pós produção caprichada,a imagem teria outro impacto e seria uma imagem muito mais interessante.
Na etapa de pós produção das minhas imagens,eu adoro utilizar Photoshop,Lightroom e alguns plugins como Alien Skin ou Magic Bullet.

11-   Muitos de nossos leitores são Arquitetos e estudantes e se interessam por Maquetes Eletrônicas, tanto como hobby como profissionalmente, que dica você daria para eles?

A minha dica é simples:Se aprofundem na arte da imagem digital,elevando seus nomes na área em um nível mais diferenciado,como no caso de arquitetos no exterior que criam imagens lindíssimas.
Conheço alguns arquitetos que mal sabem o que é 3ds max,então,se puderem fazer um bom curso de max,mental ray ou vray ou qualquer outra engine de render,façam,criem imagens de alto nível,que certamente se destacarão dos demais.
Quero agradecer ao convite,foi um prazer,bons estudos á todos!

Clique nas fotos para aumentar!

Para ver mais dos jobs de Johhan, acesse o blog Arkaiko.

Rodolfo Parolin Hardy
Desenha desde criança, hoje trocou o Mario Paint por sua inseparável tablet. É curitibano, e, se quiser encontra-lo, dirija-se à Arena da Baixada em dia de jogo. Em horas vagas pode ser visto como Sushi-man, cartunista ou centroavante.

Ver todos os posts de .

Comente você também! 7 comentários

  1. Muito bom!

    #
  2. Muito bom as imagens!! Ótimo post!

    #
    Pedro Arthur Camara
  3. Meu Deus. maravilhoso.

    #
  4. Díficil ver qualidade assim mesmo!

    #
    Augusto
  5. Agradeço ao Johhan pela entre vista! Não deixem de ver as outras cenas. Selecionei as de maquete eletrônica só. Vale a pena!

    #
    Rodolfo Parolin Hard
  6. Meus sinceros agradecimentos a todos vocês,meus brothers!!

    Abraço a todos!!

    #
  7. caraca!! velho!! vc é muito bom cara!!!

    #
    Clelson

Comente