casa das canoas 9

Casa das Canoas

Arthur Brizola

Dezembro, mês onde um dos maiores arquitetos do mundo completa 104 anos de vida, deste modo o projetoBLOG faz sua singela homenagem comentando um pouco desta casa que serviu de morada para Oscar Niemeyer, a Casa das Canoas.

 Comecemos com uma citação do arquiteto mediante sua casa projeto de 1952: “Minha preocupação foi projetar essa residência com inteira liberdade, adaptando-a aos desníveis do terreno, sem o modificar, fazendo-a em curvas, de forma a permitir que a vegetação nelas penetrasse, sem a separação ostensiva da linha reta. E criei para as salas de estar uma zona em sombra, para que a parte envidraçada evitasse cortinas e a casa ficasse transparente como preferia”.

A partir de sua reflexão é notório a importância que Niemeyer dá ao formalismo livre e curvilíneo, não pensemos na abominação ao ângulo reto já dito, mas no aprendizado veloz e inteligente do arquiteto onde com muita astúcia cria uma identidade inspirada em poesia, em curvas, no Brasil do Rio de Janeiro. Ora o modernismo era a identidade arquitetônica da época, era uma nova proposta a se viver e Oscar assimila e o faz. O projeto do MES de 1936 no Rio de Janeiro apresenta as esferas modernas, contribuição de Oscar. O projeto 23 – 32 da Sede da ONU em Nova Iorque se mostra em ângulos retos, contribuição de Oscar. E sua casa? Ela em curvas se entrega a natureza abundante, a sala toda envidraçada convida a vegetação para entrar. E a natureza entra, afinal a pedra originária do sítio, entra na sala de estar até chegar a piscina.

 A Casa das Canoas diferente da Glass House de Philip Johnson (1949) e a Farnswourth House de Mies van der Rohe ( 1946), possuí formas orgânicas fugindo do prisma de vidro de outros mestres referenciais da arquitetura moderna, aí sua identidade tão fortemente estabelecida.O carro é eliminado do local, assim o acesso se dá a Estrada das Canoas chegando num ponto alto ao nível da casa, o resto do percurso é a pé por uma trilha. Isto enaltece a chegada onde os olhos admiram a plástica da marquise sinuosa, dos esbeltos pilares que a sustentam, da vegetação predominante e as esculturas das mulheres nuas de Alfredo Ceschiatti. A área íntima fica num pavimento inferior ao da sala, lá esta situado os dormitórios, biblioteca e lareira, o que mostra o ponto de vista de Niemeyer comparado a Glass House e a Farnswourth House, onde a transparência se qualifica até nas áreas intimas da morada.

 Oscar Niemeyer integra sua morada ao terreno, sua planta curvilínea, a marquise desenhada somada a ausência de platibanda, na forma pura, é como se a casa sempre estivesse lá.

Fotos: Julian Weyer

Um Feliz Natal a todos! Que Deus os abençoe sempre, desejamos muita paz, amor e saúde!

Boas Festas!

Arthur Brizola
Da capital do boné para a capital do estado, com uma passagem por Maringá. Briza é falante e articulado, faz amigos em qualquer lugar que passe e nas situações mais inusitadas. Tem orgulho de seu país e de sua origem. Dá importância ao simples, à música brasileira e ao Peixe, e, a seu ver, trocar grafite por um computador é ofensa.

Ver todos os posts de .

Comente