artigas940

A Casa de Artigas

Rafaela Becher

“Curitiba dá a impressão de uma menina que cresceu demais e já não cabe na sua roupa”.

Raquel de Queiroz, jornalista, escritora e tradutora para a revista Cruzeiro (1952) retratando a expansão dos projetos arquitetônicos na cidade.

João Batista Vilanova Artigas nasceu em 23 de junho de 1915, e é considerado junto com Frederico Kirchgässner e Lolô Cornelsen, os responsáveis pelas primeiras manifestações da chamada arquitetura modernista da capital paranaense.

 

Suas primeiras obras Curitiba datam dos anos de 1940, entre elas a mais marcante é a casa projetada para João Luiz Bettega, que atualmente abriga a CASA VILANOVA ARTIGAS.

 

A Casa João Luiz Bettega (1953) localizada na Rua da Paz polemizou e gerou criticas da população durante sua construção. Retangular, com uma solução estrutural de pilares ritmados moduladamente, e entrada lateral quase no meio do lote (solução rara na Curitiba dos anos de 1950, assim como o quase esvaziamento da fachada, tornando-a semelhante à face lateral), a casa de quase 500 m² divididos em dois pavimentos tem espaços integrados por pés-direitos duplos e interligados por rampas (característica que no futuro se transformaria na marca pessoal do arquiteto). Na casa, todos os ambientes são voltados para a face noroeste, a que mais recebe luz em Curitiba.

 

Outro ponto relevante na residência é o tratamento dado à dependência da empregada, projetada como um apartamento à parte, com entrada independente, mas ainda integrada ao resto da casa, aproveitando a mesma insolação destinada aos demais cômodos da residência. O destaque fica por conta da escada em espiral que encaminhava para esse quarto.

 

A casa Vilanova Artigas, representa grande expressão para a arquitetura brasileira, hoje tombada pelo município e pelo governo do Paraná. Atualmente devido a sua importância funciona como centro cultural dedicando-se especialmente aos estudos de arquitetura, com atividades culturais, exposições, cursos e palestras.

 

 

Rafaela Becher
Estudando arquitetura e urbanismo, trabalhando na iniciação científica na área de paisagem iluminada. Seus temas são intimistas e suaves, valorizam sempre história e significado. Filmes e literatura são inspiração.

Ver todos os posts de .

Comente